Quinta-feira, 18 de Junho de 2009

mini-férias escaldantes – quinta-feira (a noite)

depois do jantar a moleza própria dos ambientes de praia e relax instalou-se e não demorou muito até que fossemos dormir. talvez por ter ido dormir tão cedo, o que não é nada habitual no meu dia-a-dia, acordei a meio da noite, procurei o telemóvel e vi que pouco passava das 2 horas da madrugada, levantei-me e meio às apalpadelas dirigi-me ao quarto de banho usando o telemóvel como lanterna para não tropeçar em nada já que o espaço me era desconhecido assim na escuridão da noite.

ao sair da porta do quarto deparo-me com um cenário de todo inesperado, a porta do quarto da “su” e do namorado estava entreaberta e de lá surgiam uma vez mais alguns ruídos e muitos gemidos – estes gajos não param – pensei. pelo que parece sou a única cansada com o dia de ontem. tentar passar com extremo cuidado para não fazer qualquer barulho, mas, ao passar pela porta não resisti a “deitar o olho” para dentro do quarto, estavam mesmo no “bem bom” enroscados um no outro, passei o mais rapidamente que pude e fui ao quarto de banho. na volta, o impulso foi novamente mais forte do que eu, e apesar de ter a perfeita consciência da invasão de privacidade que estava a perpetrar não resisti novamente a ver o que passava, continuavam em “plena acção”, com o namorado por cima dela na chamada “posição do missionário” e, por mais radicais ou inovadores que sejamos, quem não gosta de uma bela “posição do missionário”?

de repente, um impulso, ainda mais “violador da privacidade” alheia, mas fazer o quê, sou assim mesmo, peguei no telemóvel e coloquei –o no modo “sem som”, liguei a função de camera e tentando manter-me o mais firme possível carreguei na tecla para disparar da forma mais silenciosa possível, o resultado, muito mau, diria mesmo que péssimo e quase imperceptível mas levei alegre e satisfeita aquele “recuerdo” para o meu quarto, tinha acabado de fazer uma foto dos 2 em “pleno acto” e sem que eles fizessem a menor ideia disso e isso tinha tanto de ilegal como de excitante.

não, não fiz nada disso que estão a pensar, apesar da excitação que me deu aquele momento de voyeurismo não me masturbei nem usei a dita foto para outras viagens na imaginação. só pensava numa coisa, queria muito contar à “su” que tinha feito essa foto mas, na verdade tinha muito receio de o fazer, da sua reacção, de poder com isso comprometer toda a nossa relação. passei grande parte da noite a pensar no assunto e só adormeci altas horas da madrugada.

sinto-me: nem sei
banda sonora: pedro khima – dá-me sede
publicado por diariodeumamulhermadura às 09:02

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 3 de Março de 2009

é oficial, a “su” tem namorado novo

eu bem que estranhei algumas das reacções dela nos últimos tempos, mas, como ela não disse nada, pensei que fosse apenas as contingências do dia-a-dia, mas agora não, agora ela não pode fugir mais, pois apanhei-a no shopping com ele e pelos vistos a coisa parece ser séria, muito séria mesmo pois parece que não se conhecem desde “ontem” e ela nunca me falou dele nem me ligou a dizer “é pá, comi um gajo altamente” e quando ela nada diz sobre o assunto é porque o caso é mesmo sério.

de qualquer das formas já a intimei a comparecer em minha casa esta noite para ser “interrogada” a esse respeito.


de resto ando meio desapontada, um pouco em baixo, nem sei bem porquê, mas, acredito que melhores dias virão. o diário também anda “chato”, sem graça, preciso de mudar algo, perdeu toda a “adrenalina” de outros tempos e eu a vontade de contar nele as minhas histórias e os “segredos” que pareciam, ao início, uma boa ideia também não me estão a satisfazer minimamente, sinto-me como se me despisse e me expusesse em frente a alguém e esse alguém virasse a cara para o lado para a tv ou outra coisa qualquer.

sinto-me: em baixo
banda sonora: clã - o sopro do coração
publicado por diariodeumamulhermadura às 09:53

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

o natal de todas as festividades

a época das festas foi excelente e cheia de apetitosas novidades, tantas que nem tempo houve para ir dando conta delas à medida que iam acontecendo, mas agora sim, que a coisa acalmou um pouco, chegou a hora de “pôr a escrita em dia” ;)

 

começando pelo natal e pelas surpresas das quais já vos comecei a dar conta, o alberto, namorado da lorena, resolveu fazer uma chegada de surpresa uns dias mais cedo que o previsto e finalmente pudemos conhecê-lo, combinamos “de emergência” um jantar um pouco tardio para que a “su” também pudesse estar presente. e deixem-me que vos diga, o alberto é realmente um “homemzão”, alto, atlético e muito charmoso. o alberto tem aquele aspecto algo “desleixado” de barba por fazer há 2 ou 3 dias e, por outro lado, extremamente bem vestido, dando-lhe aquele “ar” de galant de cinema que só muito poucos homens sabem ter.

 

o jantar correu de uma forma engraçada com a lorena a fazer um pouco de interprete visto que ele, ao contrário dela, ainda não está familiarizado com o nosso “italianês”. a lorena estava excitadissima, via-se, sentia-se, tinha um brilho imenso naqueles olhos já por si sempre deslumbrantes e notámos que passaram o jantar a trocar pequenas carícias nas coxas um do outro (isto segundo o olho-clínico da “su”).

 

depois do jantar troquei duas ou três palavras com a “su” e decidi fazer-lhes eu também uma surpresa, é sabido que a lorena vive habitualmente num quarto arrendado e que a privacidade por lá não é muito grande, assim, decidi por-lhes a minha casa à disposição nessa noite, indo dormir a casa da “su”. eles ao inicio ficaram de certa forma constrangidos com a situação, pois tinham pensado ir para um hotel mas depois de lhes passar a chave para as mãos lá cederam, aceitaram e agradeceram a oferta.

 

o noite deles teve ser sido bombástica pois só pude voltar a entrar em casa no dia seguinte lá para meio da tarde ;) mas, como esperava, portaram-se lindamente e cuidaram das minhas coisas como se deles fossem.

 

já a minha noite em casa da “su” foi passada mais a conversar e a disparatar do que a dormir, devemos ter adormecido já altas horas, pelos menos 4 da madrugada ou mais, e adivinhem o que estivemos a “cuscar”, nem mais, o alberto, a lorena e o que se estaria a passar em minha casa. ;) a “su” estava doida de todo, passou o jantar a tirar as medidas ao alberto e a noite a comentar como ele deveria ser na cama ;) a conversa por aí seguiu e a certa altura fomos bater numa frase da lorena de há uns tempos atrás quando falamos deles e da relação que eles tinham, “... atenção que ele é meu... quanto muito posso talvez emprestá-lo um pouquinho ...“, bloqueamos as duas por momentos, olhámos uma para a outra (será?) e rimos às gargalhadas em seguida.

 

depois dessa conversa a minha cabeça viajou longe nessa noite em pensamentos, ideias e sonhos ;) nada mais, mas essa frase tinha ressuscitado “velhas” ideias e tanto eu como a “su” estavamos mais do que dispostas a ver até que ponto tinha sido uma mera brincadeira ou um verdadeiro desabafo.

sinto-me: curiosa
banda sonora: sting & craig david - rise and fall
publicado por diariodeumamulhermadura às 10:00

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

prenda de natal antecipada

estamos quase no natal, uma época de muito consumismo e alguma falsidade, é verdade, mas também uma época de agitação e, sobretudo, de muitas surpresas. a lorena, por exemplo, acabou de me contar que teve uma enorme surpresa de natal antecipada, o alberto acabou de chegar e, ao que parece, vamos hoje finalmente conhecê-lo J

 

a ver vamos o que este natal ainda pode trazer de bom, para ela, pelo menos, acredito que muito, e ainda bem porque ela bem merece.

 

beijinhos a todos e um feliz natal com muitas muitas coisas boas que não têm necessariamente que ser prendas, ok?

 

 

sinto-me: ainda natalícia
banda sonora: bryan adams - christmas time
publicado por diariodeumamulhermadura às 09:10

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

o que desejaria receber do "diário" neste natal?

foi esta a pergunta que vos fiz a todos quantos visitam este meu cantinho que é também um pouco vosso. como tal, é isso que quero saber, os vossos desejos ;)

 

para responderem é só escolherem uma das opções nas "dúvidas existênciais" ou, caso nenhuma das opções vos agradar, escrevam-me um comentário ou e-mail dizendo o que vos agradaria.

 

beiijnhos a todos.

 

mm

sinto-me: natalícia
banda sonora: da época
publicado por diariodeumamulhermadura às 10:53

link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito

perfil

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

mini-férias escaldantes –...

é oficial, a “su” tem nam...

o natal de todas as festi...

prenda de natal antecipad...

o que desejaria receber d...

arquivos

Julho 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

pesquisar

 

segredos do diário

blogs SAPO

subscrever feeds