Quinta-feira, 26 de Março de 2009

medo e preconceito

hoje queria falar-vos acerca de um tema que penso que posso afirmar que é uma espécie de “fio de prumo” que orienta o rumo da minha vida e também, necessariamente, deste diário. esta abordagem do tema serve também como uma forma de resposta a questões que me foram levantadas recentemente por um dos leitores deste meu cantinho.

 

o leitor em questão abordava a situação do sexo “a mais de 2” e da forma como a sua companheira “anseia”, nas suas próprias palavras, por ter sexo com uma ou mais mulheres mas parece não conseguir arranjar companhia para tal.

 

eu acredito que a liberação ou libertação sexual tem muito a ver com dois aspectos principais: em primeiro lugar o medo; e em segundo lugar o preconceito.

 

quanto ao primeiro aspecto – o medo – incluo nesta categoria, por assim dizer, tudo o que consciente ou inconscientemente nos faz “vacilar”, hesitar e dizer não quando se calhar o que o nosso corpo queria era o oposto. o medo da sociedade e do seu olhar reprovador e crítico, o medo de ser falada, de ser exposta, o medo de não gostar ou de gostar em demasia ;) existem centenas de “medos” que precisam ser vencidos para que haja este tipo de libertação e de liberdade absoluta no aspecto sexual. o primeiro passo creio que parte de nós e não dos outros, sentirmo-nos bem e confiantes em relação a nós próprios, se tivermos medo em nos expormos aos outros iremos certamente passar esse receio sob a forma de uma certa “desconfiança” para os outros que, certamente, se irão retrair e aumentar eles próprios também o seu grau de medo, sim, porque não acredito que seja possivel eliminar de todo o medo, existem sim, diferentes graus, diferentes níveis.

quanto ao segundo – o preconceito – esse sim é um aspecto crítico e decisivo, uma pessoa pode dizer-se muito liberal e “open minded” mas na hora “h” revelar-se uma verdadeira enciclopédia de tabus e preconceitos e isso sim, pode ser verdadeiramente decepcionante para todos os envolvidos.

 

reportando-me às minhas experiências pessoais e às experiências de que tenho um conhecimento muito próximo devo dizer que o mais dificil nesses jogos de “partilha sexual” é a nossa (das mulheres) insegurança e noção de perca ou posse. sou da opinião de que é muito facil vencer, por exemplo, o tabu da homosexualidade feminina entre mulheres, mas muito dificil uma mulher “oferecer” a outra o seu par, o seu marido, o seu namorado, principalmente quando não existe uma segurança muito grande na sua relação, mas mesmo quando ela existe, o medo de perca, de ser trocada, dele gostar mais da outra que de mim existe e existirá sempre, agora cabe-nos a nós saber dirigir esses medos como desafios e oportunidades em vez de como ameaças.

 

ainda respondendo ao leitor, não acredito que se possa perguntar a uma amiga – olha lá queres ir para a cama comigo e com o meu namorado? – a resposta será sempre negativa, mesmo que haja vontade, nem que seja por receio de estar apenas a ser testada pela amiga que suspeita que a outra anda a querer “atirar-se” ao namorado dela. é muito uma questão de tacto, de conhecimento, se ela achar que conhece realmente bem uma das amigas e achar que ela poderia gostar de participar em algo desse género e estiverem dispostos a arriscar, porque é sempre um risco, eu aconselharia um ambiente propício, um jantar, um convivio, algo muito intimo, próximo e familiar entre os 3 ou mais envolvidos, algo doméstico, não creio que se possa convidar um amigo/a para sexo e combinar num motel ou algo do género. e depois é levar as coisas com calma, talvez com alguma exposição vossa ao(s) possivel(is) parceiros até chegar ao momento do convite em jeito de “não te queres juntar a nós”.

 

será que ajudei a esclarecer o assunto?

 

seria interessante que quem tem outras opiniões ou vivências que as pudesse também partilhar já que é mesmo de partilha que se trata.

sinto-me: bem
banda sonora: lady gaga - poker face
publicado por diariodeumamulhermadura às 09:52

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 4 de Março de 2009

posições

há posições e posições, há posições que excitam, há posições que transmitem sensações. a nossa postura, a nossa maneira de ser, tudo isto, dizem, pode ser visto pela forma como nos posicionamos. mas porque será que há posições que nos transportam, que nos fazem sonhar, que nos deixam fora de nós?

 

daquilo que conheço dos homens, e também de algumas mulheres, há as posições e a senhora das posições, a “de quatro”, “de gatas”, porque será minha gente, porque será? será que afinal não passamos mesmo de animais e no sexo perdemos a casca da racionalidade e mostramos quão irracionais ainda somos?

 

muitas perguntas, nenhuma resposta.

sinto-me: interrogativa
banda sonora: jennifer lopez - waiting for tonight
publicado por diariodeumamulhermadura às 10:51

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

dando notícias

olá a todos, servem apenas estes pequenas linhas para dizer que ainda não desapareci, nem tenciono fazê-lo, apenas tenho andado com muito trabalho e logo pouco tempo para escrever por aqui.

 

Igualmente para vos dizer que estão a ser preparadas algumas novidades aqui no diário as quais ainda não consegui pôr em funcionamento devido à minha fraca experiência internética.

 

Caso ainda não tenham reparado, existe um novo catinho, o cantinho dos "segredos do diário" que, como o nome indica, procuro que sejam um pouco "reservados" o que ainda não consegui fazer.

 

Espero em breve poder dar-vos conta do sucesso dessas novidades.

 

até lá beijinhos fresquinhos ;)

 

mm

sinto-me: congelada
publicado por diariodeumamulhermadura às 10:35

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 2 de Setembro de 2008

masturbação – fim de mais uma dúvida existencial, será?

não sei se já repararam mais a “sondagem” do diário mudou e, como tal, resolvi também acabar com a “duvida existencial” anterior da qual exponho agora os resultados.

 

 

resultados

como quase sempre algumas curiosidades e até surpresas, antes de mais pelo vencedor, pois 26,4% dos inquiridos afirmam masturbar-se “sempre que podem” o que tem sempre que se lhe diga ;). por outro lado a segunda opção mais votada com 19,7% dos votos é a opção “uma vez por outra” o que leva a dizer que os meus leitores são quase do 8 e do 80 ;).

curioso também, e dentro do assunto 8 ou 80, é constactar que as opções “várias vezes ao dia” e “nunca” estão apenas separadas na tabela por uns meros 1,3% de diferença com a primeira opção a levar vantagem.

por ultimo e por uma larga vantagem ficou a opção “uma vez por mês”, ou seja, pelo menos ficamos a saber que pouca gente opta pela masturbação “estilo menstruação” (como diz a “su”) ;)

estas são as minhas conclusões, se quiserem, tirem as vossas. não se esqueçam que há uma “duvida” nova e quentinha, participem! ;)

 

sinto-me: sonolenta
banda sonora: one republic - stop and stair
publicado por diariodeumamulhermadura às 12:17

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 23 de Julho de 2008

homossexualidade – curiosas revelações

no momento em que decidi pôr fim a mais uma das minhas “dúvidas existenciais” cabe-me fazer uma análise mais ou menos subjectiva dos resultados obtidos.

 

resultados

assim e começando pelo item mais votado posso dizer que, dos inquiridos, cerca de metade, 45,9% para ser mais exacta, ou “abominam” a coisa ou dizem que “nunca tiveram, nem querem” ter relações homossexuais. não posso dizer que foi uma surpresa este resultado, pois já eram de esperar estes valores. no entanto, há resultados que me deixaram de certa forma surpreendida, pois, o facto é que 38,5% dos inquiridos admite já ter “pensado” no assunto, sendo que 17,4% afirma mesmo que “pensa um dia experimentar”.

por fim, apenas de referir mais um resultado curioso (na minha óptica) o facto dos inquiridos que dizem já ter experimentado, 15,6%, ser um valor bastante significativo, sendo que, todos eles dizem ter “adorado” ou seja, não temos ninguém que já experimentou e não gostou o que por si só também deve quer dizer alguma coisa, não acham?

estas são as minhas interpretações, façam as vossas, se o entenderem, claro!

 

sinto-me: tomando notas
banda sonora: semisonic - secret smile
publicado por diariodeumamulhermadura às 10:50

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

primeiras dúvidas existenciais – resultados

porque também chegou a horas delas se “irem” aqui deixo os resultados (para quem tiver interesse) desta espécie de sondagem de opinião levada a cabo por este diário. o meu muito obrigado a todos quantos participaram com o seu voto contribuindo para clarificar algumas coisas acerca da nossa sociedade e da forma como encaramos certos pormenores da nossa intimidade.

quanto às fotografias creio que já perceberam que se foram também, achei que estavam a desvirtuar um pouco a lógica do diário e “perdia” imenso tempo à procura de material adequado para contextualizar as situações. da ajuda que pedi aos leitores deste espaço nem uma contribuição tive.

próximas páginas do diário, por aí virão, a seu tempo. decidi não parar de o escrever até que haja alguém que me queira ler, até porque “desistir” é uma palavra que não encontro no meu dicionário.

beijinhos a todos.

mm

 

sinto-me: cansada
banda sonora: duffy - mercy
publicado por diariodeumamulhermadura às 08:38

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

engolir ou não, eis a questão

conversa com a “su” ao telefone (em hora de expediente)  olha amiga, sabes que mais, estou chocada com um mail que tenho aqui. chocada, tu? que é que se passa, deve ser grave? não me digas que te mandaram pedofilia ou algo do género, olha que ainda vais presa. não, não foi nada disso! mas eu mando-te para tu veres e mais logo falamos que agora não posso. está bem, fico à espera então. o assunto diz: “contra a osteoporose”, tchau!

contra a osteoporose? fiquei curiosa, que é que a osteoporose tem para a deixar chocada, bem sei que é uma doença complexa e que afecta muito as mulheres mas daí a ser motivo de choque. esperei pelo mail dela e passados alguns minutos lá estava ela a aparecer. realmente era verdade, o assunto dizia “contra a osteoporose xxx” o que já acrescenta um pouco sobre o tipo de conteúdo. assim sendo espreitei com o maior dos cuidados para o mail e vi que tinha um anexo de clip de vídeo. percebi logo que seria mais uma das pornografias típicas da “su” mas o que seria para a deixar (até a ela) chocada.

esperei mais uns bons minutos até à hora do lanche, quando o pessoal vai ao café para minimizar os riscos de ser “apanhada”. abri o vídeo e confesso que me deixou um pouco confusa. o clip tinha apenas alguns segundos (menos de 1 minuto) e confesso que o tive que voltar a passar para raciocinar o que ali se passava. o vídeo retratava uma jovem (ao que parece) japonesa ou chinesa (oriental era de certeza) que bebia “leitinho” por um enorme copo. acontece é que as “vacas” dadoras desse “leitinho” eram várias e, ao que parece, estava um grupo de homens continuamente a masturbar-se e a virem-se para dentro destes copos. aí percebi o “trocadilho” derivado do slogan que não sei quem inventou acerca dos “copos de leite contra a osteoporose”.

não foi assim uma coisa muito agradável de ver, até porque as meninas estavam nitidamente a fazer um enorme “frete” e engasgavam-se e tudo o mais mas também não sei porque ficou estava tão chocada a “su” que é toda “prá frentex” com essas coisas e está sempre tão bem informada acerca do assunto. aguardei pela hora de saída para falar melhor com ela.

acabei por ir buscá-la ao emprego e viemos a conversar pelo caminho. então mas diz lá que é que te chocou assim tanto? bolas, tu não viste? a gaja estava a beber 1 litro de esporra de uma vez que até se vomitava  e ainda por cima aquilo já devia estar mais do que azedo, que nojo!

ok, esta imagem mental que a “su” me estava a dar, esta sim era realmente nojenta mas havia ali qualquer coisa que me estava a ultrapassar. azedo ou doce? disse-lhe eu. doce? sim, queres ver que nunca engoliste leitinho doce? eu não! “su” minha parva, tu não me digas que nunca engoliste o leitinho. engolir já engoli um bocadito mas não tudo e mete-me um bocado de nojo que é que queres. bem, ok, são opções, eu, quando posso e confio claro, não perco uma oportunidade de encher a boca dele e engolir para ele ver. ficam loucos! mas porquê? é assim tão bom? não é mau, mas o sabor muda, umas vezes mais ácido outras até bem docinho, parece mel

bem amiga, as coisas que eu descubro, tu gostas mesmo disso! sim, gosto, é bom! há quem goste de se “sujar” com ele, eu gosto de sentir aquele jacto quente dentro de mim ou então de o engolir todinho. são opções! cada uma escolhe a sua, certo?

 

sinto-me: deleitada
banda sonora: m.a.u. - cum sexy cum
publicado por diariodeumamulhermadura às 09:52

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

perfil

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

dúvidas existenciais

fantasias sexuais ja realizadas
sexo anal
sexo bi-sexual
sexo com 2 mulheres ou 2 homens
sexo com 1 casal
masturbacao em grupo (homens)
masturbacao em grupo (mulheres)
sexo em grupo
swing (troca de parceiros)
sexo em locais publicos
sexo na internet (webcam)
sexo com assistencia
gravar sexo em video
fotografar durante sexo
dupla penetracao
mulher com mais de 2 homens
homem com mais de 2 mulheres
sexo com desconhecido(a)
sexo com prestador de servicos (carteiro, canalizador, pizzaboy, etc)
sexo com animais
sexo com objectos bizarros
sexo com objectos sexuais volumosos
  
pollcode.com free polls
vestida para seduzir
calca e blusa bem justinha
calcao e top com muita lycra
mini-saia
decote generoso
lingerie e saltos altos
com a roupa que viemos ao mundo
a roupa nao importa, o olhar e fatal
  
pollcode.com free polls
quem le este diario? parte 1
homem
mulher
casal
grupo de amigos
grupo de amigas
  
pollcode.com free polls
quem le este diario? parte 2
menor de 18 anos
de 18 a 25 anos
de 26 a 35 anos
de 36 a 45 anos
de 46 a 55 anos
mais de 55 anos
  
pollcode.com free polls

posts recentes

medo e preconceito

posições

dando notícias

masturbação – fim de mais...

homossexualidade – curios...

primeiras dúvidas existen...

engolir ou não, eis a que...

leitores do diário

Offshore Jones Act
Offshore Jones Act Counter

arquivos

Julho 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

pesquisar

 

leitores online

Users Online

segredos do diário

prémios do diário

Photobucket
blogs SAPO

subscrever feeds