Terça-feira, 1 de Julho de 2008

masturbação – poderosa terapia anti-stress

tenho andado stressada, já o saberão pois já dei disso conta, bem como dos motivos desse mesmo stress no meu último post. e para quando o stress aperta e não dá sequer vontade de estar com outras pessoas há uma terapia “a solo” que descobri há já muito tempo atrás mas que parece não ter perdido eficácia com o passar do tempo, antes pelo contrário, parece cada vez mais apurada, isso mesmo – a masturbação, mas não uma masturbação qualquer, mas não uma masturbação à pressa, “a correr” ou com tempo contado, nem sequer uma masturbação espontânea, do momento ou por impulso. antes aquilo a que chamo “vim” ou “masturbação vip”. e como é que é essa “masturbação vip”? é fácil, eu explico.

em primeiro lugar, e como já disse, não é “espontânea”, tem hora e local marcado ou, melhor dizendo, é necessário “reservar” espaço e tempo para que ela ocorra sem perturbações de qualquer espécie.

em seguida devemos tratar de nós como se nos estivéssemos a preparar para o “encontro das nossas vidas” e não como algo que como é para nós não precisamos “caprichar”, precisamos sim, aliás, exactamente por ser de nós para nós é que devemos cuidar ainda mais todos os detalhes. um banho demorado de espuma ou sais pode ser uma importante parte dos “preliminares”.

devemos também pensar no que queremos ou nos apetece fazer e preparar antecipadamente o que precisamos ou podemos vir a precisar, se gostamos de usar acessórios, lubrificantes ou seja lá o que for devemos ter “tudo à mão” e não interromper o processo a meio só porque nos lembramos de fazer “isto” ou “aquilo”.

como disse antes, nesse “período reservado” não há espaço para telefones, campainhas ou outros motivos de interrupção ou distracção, o rádio ou a tv são acessórios que poderão ser usados mas convém que não seja quando estão a dar as noticias ou algo do género.

eu é assim que faço, um belo banho seguido de uma auto-massagem com óleo para ficar macia, hidratada e sedosa. coloco uma lingerie “sexy” (tal e qual como se fosse para alguém), preparo o que preciso e coloco junto do local escolhido (isto se decidi usar algo mais que as mãos  ), desligo o telemóvel e começo a sessão vagarosa e suavemente como se tivesse todo o tempo do mundo, toco-me nos seios em movimentos circulares da base para o centro em direcção aos mamilos pondo-os duros, depois desço vagarosamente e massajo as pernas e as coxas em direcção às virilhas.

quando chego à ratinha gosto de passar um bom tempo tocando-me suavemente por cima das cuequinhas sentindo-me a ficar molhada e as cuequinhas a ficarem húmidas. depois de bem húmida gosto de passar um dedo pelo centro, abrindo os lábios e provando o meu sabor, depois coloco a mão dentro das cuequinhas (sem as tirar) e vou-me tocando mais em baixo, mais em cima, brincando bastante com os lábios, o clítoris, a entrada da vagina e até mesmo o buraquinho do rabinho, uso diferentes dedos e diferentes partes do dedo, por vezes a unha (com cuidado) e vou metendo também a ponta dos dedos na vagina. gosto também de dar pequenas palmadinhas junto ao clítoris, são como pequenos choques eléctricos, muito estimulantes

quando por fim tiro as cuequinhas e me abro toda, é a hora de mudar também bastante de ritmo, vou introduzindo e retirando 1, 2 ou mais dedos na vagina com algum ritmo num movimento deslizando a palma da mão, acompanhando a forma de concha da minha ratinha tocando a palma da mão no restante. por vezes volto às palmadinhas mas desta vez com a mão mais em concha fazendo um movimento de uma certa “sucção” (que só resulta plenamente quando bem depilada).

depois é a fase mais hard com, ou sem acessórios (na maioria das vezes sem), trato da minha ratinha pelo menos com 2 dedos em movimentos vaivém frenéticos misturados com toques circulares no clítoris com a outra mão até me vir por completo num orgasmo daqueles de saltar e ficar a tremer por dentro durante uns bons minutos.

qual é o meu “segredo” para esses orgasmos brutais, já me têm perguntado algumas pessoas, inclusivamente pelo e-mail aqui do blog. o segredo, se assim se pode dizer, é tocarmo-nos onde gostamos, é explorarmo-nos sem medos nem tabus e, no meu caso, resulta muito bem “pausar” quando sentimos que estamos prestes a atingir o orgasmo, e ir “pausando”, moderando a intensidade e ir tendo “micro-orgasmos” ou “quase orgasmos” culminando com um último daqueles que vêm mesmo das profundezas e o qual somos incapazes de parar.

comigo, resulta! e o stress, vai-se todo

caso o stress seja mesmo grande, é apenas uma questão de repetir a dose as vezes necessárias até o eliminar por completo  ;) diz quem sabe que é uma das melhores terapias para evitar a depressão ou para curar quem sofre de uma.

 

sinto-me: curada
banda sonora: keane - is it any wonder
publicado por diariodeumamulhermadura às 10:21

link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De AladoBranco a 1 de Julho de 2008 às 16:12
Olá!!

Simplesmente fantástica!!! Quase senti um orgasmo ao ler este post!!!!

Beijinhos doçes e continua a escrever deliciosamente como até aqui!!!
De Aragorn a 2 de Julho de 2008 às 18:05
Consegues sempre misturar sensualidade, sexualidade e tesão naquilo que escreves... muito bom!!!
De Freud a 5 de Julho de 2008 às 00:59
"por vezes volto às palmadinhas mas desta vez com a mãe mais em concha fazendo um movimento de uma certa “sucção”"

Ai estes lapsos freudianos...
De diariodeumamulhermadura a 7 de Julho de 2008 às 03:51
apenas um erro de digitação caro dr. freud ;)

mas obrigada pela correcção.

beijinhos
De António a 1 de Maio de 2011 às 21:23
Adorei o teu Blog, estou a lê-lo de fio a pavio. Adorava, poder escrever-me contigo por mail. bjs

comentar post

perfil

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

quando até o porno corre ...

não morri, não fugi, ando...

Cartas dos leitores - Um ...

ainda há coisas boas na v...

troca de sms – o “x” tânt...

a sauna (pouco) privativa

concurso do “diário” – dá...

cartas dos leitores - bar...

triângulo inesperado

a volta de férias da lore...

arquivos

Julho 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

pesquisar

 

segredos do diário

blogs SAPO

subscrever feeds